Entrevista de Maite Perroni para o site Panorama

14/06/2012 22:18

 

Bela. Maite Perroni é bela e não há outra palavra para descrevê-la. A atriz mexicana tem um rosto angelical. O nariz parece de boneca, sua pele é macia e mostra longos cílios que faz com que seu olhar fique mais deslumbrante.

No fórum 11 da Televisa, estava esperando o chamado para gravar “Cachito de Cielo“, junto com Pedro Fernández, quando recebeu o Panorama para falar de seu novo projeto. “Prazer, entre. Fique a vontade!”, disse de antemão a jovem em seu camarim, sentada em um sofá florido enquanto tira os sapatos para conversar mais cômoda.

O drama, que estreia na Venezuela amanhã as 18:15 da tarde, representa o quatro protagônico para esta garota que tem sobre suas mãos uma agenda escura da Hello Kit onde guarda seus livretos. Ao lado, em uma pequena mesa de madeira, está um marca-texto amarelo e uma maçã com um mordido.

“Hoje tenho muitas cenas, mas me encanta viver esta adrenalina. É minha quinta novela e meu quarto papel principal. A primeira foi Rebelde, logo depois veio Cuidado con el Ángel, Mi Pecado e Triunfo del Amor”, diz com orgulho a morena que leva nas unhas a cor que está na moda:laranja fluorescente.

Na trama dessa nova produção, Cachito (Mane de la Parra) descobre que um erro ortográfico em seu sobrenome, cometido por um par de anjos distraídos, o leva a morte e a separar-se de sua namorada Renata (Maite Perroni), então exigirá uma segunda oportunidade para viver, que chegará com uma reencarnação no corpo de Salvador, um peculiar sacerdote ao que Pedro Fernandez dá vida.

“É uma história muito divertida. Mescla comédia, a fantasia, muitos elementos atrativos. O personagem enfrenta o drama, mas também se desenvolverá outras abordagens. O ritmo da novela é alegre, mas muito rápido. Não tem uma idade específica para vê-la. Toda a família pode se sentar e vê-la porque é um projeto muito bonito e muito fresco”, nos conta a atriz.

Sobre seu trabalho com Pedro Fernández, comenta: “Estou muito feliz porque o admiro muito e respeito muito seu trabalho. É um homem muito querido por todo o público e por todos seus colégas, então, o que pode ser melhor do que poder dividir esta grande experiência com uma pessoa como ele!?”.

Para Perroni, “Cachito de Cielo é uma renovação, um banho de frescura, o que permite me fixar em uma nova forma porque conforme avança o tempo, mais você precisa explorar outros pontos e outros pedaços para poder dar algo diferente às pessoas. O melhor é que este papel marca a diferença, é totalmente oposto dos outros que tenho feito e isso é genial pra nós que interpretamos a outras pessoas na ficção”.

No início da novela, Maite divide cenas com seu namorado, Mane de la Parra. “Ele só fez uma participação especial, alguns capítulos. É uma atuação muito bonita, a relação que tem o meu e o seu personagem é amorosa. São namorados, então não é nada diferente. De entrada, obviamente as enas são totalmente próximas a nossa vida, o que dividimos é que são personagens que se amam, são namorados e aproveitam estar juntos, mas na verdade é que estando em cena temos outra história para contar e não a nossa. É muito divertido e bonito”.

Ao consultar sobre seus planos de voltar à música, a ex-integrante do RBD afirma: “Gostaria muito, mas acredito que até o momento tenho tido sorte de interpretar um tema em cada uma das novelas que participei e agora estamos preparando uma surpresa que espero que agrade ainda mais”.

Haverá reencontro com seus companheiros do RBD? “Nós não conversamos sobre um reencontro, nem o planejamos, mas imagino que em algum momento essa situação pode ocorrer. A verdade é que não a imagino tão perto porque agora todos estão fazendo suas coisas: Anahí com seu novo disco. Christian promovendo seu single na rádio, Dulce também está preparando um reality. Ponchoestá no teatro e Christopher nas séries. Acredito que agora não vai acorrer o reencontro, mas imagino que no futuro sim”.

E o que ficou de sua etapa “Rebelde“? “Ficou muita coisa dessa rebeldia”, responde enquanto toma um copo de água. Logo continua: “É a base de tudo, é o início de minha carreira. Foi muito bonito porque as pessoas que nos apoiaram e estiveram conosco desde o início de Rebelde seguem aí com o passar  do tempo, acompanhando nossos projetos, nossas carreiras. Fizeram grupos de fãs muito sólidos e importantes para cada um de nós”.

Da Venezuela tem muitas lembranças. “São um público excepcional. Os mando mil agradecimentos por estar sempre acompanhando nossos passos. A todos um beijo enorme, para o Maite Perroni World Venezuela que estão por aí, os adoro muito”.

 


:: Tradução e Adaptação: Maite MVP